Como planejar e realizar um intercâmbio em 3 passos.



Embarcar para um novo destino e aprender um novo idioma certamente já foi ou ainda é o maior sonho de muitos brasileiros, mas mesmo com toda informação disponível por aí hoje em dia, planejar e realizar a primeira viagem internacional pode ser um grande desafio para muitos nós. Por isso, resumimos aqui os três passos essenciais para planejar e finalmente realizar o seu intercâmbio.




1.Defina prazos e objetivos.


O primeiro passo na hora de planejar um intercâmbio é definir prazos e objetivos claros para essa experiência. Antes de mais nada, se pergunte o que você espera do intercâmbio, quais são suas expectativas e objetivos...


É importante ter claro o seu principal objetivo a ser alcançado durante a jornada: Talvez você queria embarcar em algo totalmente novo e ter um primeiro contato com o idioma, talvez queira aproveitar as férias para conhecer outro país enquanto aprende algo novo ou pode ser ainda, que esteja decidido a dedicar o tempo e esforço necessários para finalmente adquirir a tão sonhada fluência em outro idioma.


Cada pessoa é diferente e pode ter objetivos diferentes em cada momento da vida, por isso, tenha claro quais são as suas prioridades e depois disso defina um prazo para realiza-las.

É bem comum que após decidir pelo intercâmbio a gente queira já sair correndo e embarcar na semana que vem, mas esta nem sempre é a melhor estratégia de planejamento, por isso defina prazos realistas e considere a antecedência mínima de 6 e máxima de 18 meses como bons períodos de planejamento.



2. Encontre o melhor destino para a sua jornada.


Agora que nossos objetivos e prazos já estão claros é hora de começarmos a pesquisar quais destinos podem nos proporcionar a melhor experiência de intercâmbio. É importante estar aberto para explorar diferentes opções e possibilidades!


A pesquisa do destino é, na nossa opinião, um dos momentos mais gostosos no planejamento do intercâmbio. É aqui que o sonho começa a virar realidade e é neste momento que você começa entender quais destinos te despertam maior interesse, que tipo de experiências você pode ter em cada lugar, qual a melhor época de viagem, quais os documentos necessários e que perfil de viajante costuma circular por lá.


Além disso, a escolha do destino pode ser também uma decisão estratégica para o seu planejando financeiro. Muitas vezes essa escolha é o fator decisivo para a viabilidade do intercâmbio.


A dica aqui é, busque por destinos com quais você se identifica, mas não esqueça de avaliar se esse destino se encaixa no seu orçamento e se é possível organizar todos os documentos necessários dentro do prazo de viagem que você estabeleceu.



3. Orçamento e Realização.


Até aqui você percorreu uma boa parte do caminho e com certeza já tem muito mais clareza sobre o que você quer ou não para a sua experiência de intercâmbio. Agora é hora de “colocar a bola no chão” e partir para a etapa de realização do seu intercâmbio, neste momento entra cena um tema muito importante: O orçamento! Muita gente acredita que intercâmbio é algo caro ou inacessível, mas na verdade não é bem assim, com pesquisa e planejamento você pode viver uma experiência incrível com excelente custo-benefício, mas saiba que ao definir o seu orçamento você precisará também revisitar os passos anteriores.


Pode ser que o seu orçamento seja o fator de decisão para a escolha do destino, por exemplo, ou, que você perceba que precisa ficar um pouco menos de tempo, ou, que pode até ficar um pouco mais, e é possível ainda que você decida estender o prazo de planejamento ou viajar antes para aproveitar alguma oportunidade.



Dica Bônus!


Busque sempre contar com a ajuda de profissionais e especialistas que possam verdadeiramente te auxiliar na realização do seu intercâmbio, e ao selecionar este profissional ou empresa perceba se você sente confiança nas informações passadas, se há interesse em realmente entender a sua necessidade, escute outras pessoas que já tiveram esta experiência.


No universo do intercâmbio existem muitos “mitos” e um dos principais é o de que fechar um intercâmbio por conta própria gera economia, mas a grande verdade é que buscar escolas confiáveis e de qualidade, trocar informações e adquirir um serviço em outro idioma e decidir onde se hospedar em outro país, sem nunca ter vivido essa experiência, pode acabar se tornando um grande perrengue e gerar ainda mais gastos.


Por isso, escolha um especialista com o qual você se identifique, busque empresas de confiança e se quiser bater um papo honesto sobre as suas dúvidas e plano de intercâmbio é só chamar a gente por aqui!


99 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo